Tem dúvidas? Deixe-nos o seu contacto

Estou a perder cabelo, e agora?

A perda de cabelo é um problema que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Antes de mais, em primeiro lugar é essencial fazer uma distinção entre queda de cabelo e calvície. Por norma, os homens são mais afetados pela calvície ou alopecia androgenética, o que nem sempre significa que o mesmo não aconteça com as mulheres.
A calvície é a falta de cabelos na cabeça e inúmeros fatores podem causar esta perda. Dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema. A calvície masculina, o tipo mais comum, por exemplo, tem diversos tipos de tratamento, porém muitas pessoas acabam por não realizar nenhum tipo de tratamento e “assumem” a própria calvície. A perda dos cabelos pode ser progressiva, no caso da calvície masculina, mas também pode acontecer de repente, no caso da alopecia areata.
Por outro lado, a queda de cabelo é uma queixa mais comum entre as mulheres e, quando patológica, tem diversas causas, como por exemplo doenças da tiroide, deficiência de ferro, amamentação, doenças infecciosas e autoimunes, entre outras. A causa exata da perda de cabelo vai determinar a quantidade de cabelo perdido, a velocidade com que isso acontecerá e que locais do corpo sofrerão mais com a perda de fios.
É normal perder cerca de 50 a 100 fios de cabelo diariamente, o que não é nada comparado com os mais de 100 mil fios que temos no nosso couro cabeludo. Mudanças hormonais e no metabolismo podem levar à queda de cabelo temporária, o que justifica boa parte dos casos de mulheres que apresentam o problema. Essas mudanças podem ocorrer durante a gravidez ou parto, devido à irregularidade no uso de pílulas anticoncepcionais e também na menopausa.
Além disso, causas médicas também podem levar à queda de cabelo, como problemas na tiróide, alopécia (quando o sistema imune ataca os folículos capilares e causa a queda de vários tufos de cabelo ao mesmo tempo), infecções no escopo cabeludo (como micoses por exemplo) e outras doenças da pele (como lúpus e líquen plano). O ideal é visitar a sua Clínica DermAge, despistar qualquer problema e, se for necessário fazer o tratamento adequado.

Comentar