Tem dúvidas? Deixe-nos o seu contacto

MANCHAS: DESCUBRA QUAIS SÃO OS TIPOS QUE SE PODEM DESENVOLVER NA PELE

Manchas, quais são os tipos que se podem desenvolver na pele? A Drª Alexandra Osório explicou à Ducray – Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia, quais são os tipos de manchas que se podem desenvolver na pele.  Subscrevemos aqui uma parte  do artigo, para que as nossas leitoras possam ler e manter-se informadas.

Descubra quais são os tipos de manchas que se podem desenvolver na pele

Um dos primeiros sinais de envelhecimento cutâneo, além das rídulas e da flacidez cutânea, é o aparecimento de manchas castanhas superficiais da pele nas zonas expostas às radiações UV. Essas manchas podem ser superficiais e de fácil resolução como é o caso dos lentigos, ou umas mais problemáticas e desfigurantes como é o caso do “pano” ou melasma. No entanto, há outro tipo de manchas que causam algum transtorno como é o caso das hiperpigmentações pós-inflamatórias e das manchas induzidas por fármacos, cosméticos ou por fotossensibilidade.

As manchas na pele são causadas pela exposição solar excessiva ao longo do tempo. Isso acontece porque os raios solares estimulam a produção de melanina. Para além dos fatores genéticos, existem diversos processos fisiológicos e patologias que podem alterar a produção de melanina e alterando consequentemente a coloração da pele, dando origem à mancha. Tais como as alterações hormonais, o uso de medicamentos e outros fatores também atuam sobre os melanócitos que dão origem às manchas no rosto ou no corpo.

A radiação solar estimula os melanócitos aumentando a produção de melanina e provocando, como resultado, o bronzeado. Além disso, também induz o desenvolvimento de dilatação dos vasos sanguíneos superficiais  influenciando a coloração da pele de cada indivíduo sendo responsáveis pela tez avermelhada que muitas vezes existe debaixo de uma mancha. Portanto, há manchas que não são só compostas por depósitos de melanina, mas sim por uma mistura de duas cores: castanho e encarnado.

Conclusão:

Saiba como evitar as manchas

Evitar a exposição solar é sempre a melhor alternativa. O uso correto do protetor solar e de proteções físicas, tais como o chapéu e o guarda-sol, auxiliam na prevenção de manchas. Também sugiro às pessoas que se vão expor ao sol ou ao calor o uso de antioxidantes via oral e estimuladores da produção controlada de melanina pois auxiliam na proteção celular dos efeitos da radiação solar.

Saiba como viver com elas

Para disfarçar as manchas no dia-a-dia a maquilhagem e os dermocosméticos com cor são as melhores e mais eficazes alternativas. Já para diminuir de maneira prolongada o aspeto visual do quadro, podem ser utilizados tratamentos domiciliares com o uso de ácidos e cremes clareadores e cremes com ácido ascórbico. Este último tipo de creme, potencializa o efeito do filtro solar e auxilia na despigmentação.

 

Para ler o artigo completo, visite o site da Ducray!

Comentar