Tem dúvidas? Deixe-nos o seu contacto

queda de cabelo

Queda de cabelo, adeus!

Cabelo sim, queda não!

Em primeiro lugar, saiba que a queda de cabelo não é algo que está associado a uma coisa maligna. Digamos que é uma consequência do ciclo de vida do cabelo. Ou seja, o cabelo tem uma fase de crescimento, bem como uma fase descanso.

Por outro lado, pode passar por uma fase de queda porque se está a renovar. Quer isto dizer, que estão a nascer novos fios. 

A queda de cabelo, também conhecida por alopécia é um problema que atinge milhões de homens e mulheres em todo o mundo e pode afetar qualquer pessoa, em qualquer fase da sua vida.

A origem da queda de cabelo pode ser explicada devido a vários motivos, são exemplos, o envelhecimento, a questão hereditária, o estilo de vida da pessoa bem como, o stress. 

Como curiosidade: fique a saber que uma pessoa adulta pode chegar a ter 150 mil fios de cabelo. 

Se falarmos no ciclo de vida do nosso cabelo, cerca de 20% encontra-se numa fase de repouso. Em números reais, isto corresponde a 100 fios de cabelo. 

Parece-lhe muito? Entenda, que se não for uma queda fora do normal, não se deve preocupar. Os cabelos podem estar a cair, mas também estão a renovar-se. 

Saiba que a queda de cabelo, em algumas situações é uma consequência de algo que se está a passar com o seu corpo.

É nesta medida, que deve ser tomada como uma preocupação. 

São situações como uma dieta drástica, a falta de nutrientes, medicamentos mais agressivos, ou a uma doença crítica. 

As situações em que a queda de cabelo não deve ser vista como uma preocupação:

São as chamadas quedas ocasionais e estas acontecem, numa mudança de estação ou numa situação mais stressante em que não se sente tão bem consigo própria (o). 

Quando entramos no campo da hereditariedade, estamos a falar numa queda de cabelo que atinge o sexo masculino e aí deverá ser denominada de alopécia. Assim, inicia-se com o recuo do cabelo na zona das têmporas.  

No sexo feminino não é normal a queda ser derivada de uma questão hereditária, mas sim por exemplo quando atinge uma fase de menopausa. 

Se a queda para si neste momento é um grande incômodo, saiba como a poderá resolver:

Na Clínica Dermage, realizamos diferentes tipos de tratamentos, tais como o rejuvenescimento capilar, bem como o transplante capilar e ainda os implantes capilares.

O Rejuvenescimento capilar é um tratamento de biorevitalização. Visa a estimulação do crescimento de novo cabelo e fortalece o restante. Para que o mesmo tenha maior efeito, este tratamento é acompanhado de medicamentos tópicos, de via oral.

Existe também a opção de transplantes capilares, através da redistribuição e recolocação de folículos, fazendo com que o cabelo se desenvolva.

Pode também optar por implantes capilares, muito parecido ao tratamento anterior descrito, porém com algumas diferenças. Neste processo contamos com uma zona doadora e uma zona recetora. Na primeira retiram-se os folículos que irão, posteriormente, dar origem ao novo cabelo. Isto acontece na zona recetora, sendo que o doador não é quem recebe.

Para prevenir ou reduzir a queda de cabelo deverá optar por um champô apropriado, massajando o couro cabeludo com delicadeza. Evite agressões físicas e químicos, penteie-se com suavidade e hidrate bem as pontas.

Se dotar alguma anomalia na queda do seu cabelo, não hesite,  marque a sua consulta com a Dr.ª Alexandra Osório.

Seja aconselhado corretamente e receba o tratamento adequado com as melhores profissionais.

Comentar