Ginecologia Regenerativa e Estética

A Ginecologia Regenerativa e Estética, permite melhorar a estética corporal das zonas íntimas, a qualidade da vida sexual e conforto dos nossos pacientes.

Menopausa, radioterapia ou uso de certos medicamentos podem causar atrofia vaginal vulvar, que se traduz em falta de lubrificação, sensação de secura vaginal, prurido local e aumento do risco de incontinência urinária de esforço e infeções vaginais.

Envelhecimento, hábitos de vida errados e os partos também podem produzir incontinência de stress em algumas mulheres devido ao enfraquecimento dos músculos pélvicos e à quebra e ao envelhecimento do colágeno do pavimento pélvico. Esta patologia condicionará enormemente a sua qualidade de vida, especialmente em mulheres jovens, impedindo-as de realizar certas atividades como por exemplo – atividades desportivas ou carregando pesos.

Multiparidade e Partos

Eles podem, da mesma forma, desenvolver uma hiperlaxitude vaginal que afetará diretamente a sexualidade do paciente. Esse tipo de paciente também pode ter cicatrizes dolorosas retráteis de episiotomia, dispareunia e incontinência urinária de esforço.

Na Clínica DermAge, abordamos este tipo de patologias no campo da ginecologia estética íntima e regenerativa, com o máximo de privacidade para o diagnóstico e seleção de tratamento adequado com o apoio de especialistas em Dermatologia Intíma ginecologistas e urologistas especialistas nas patologias do pavimento pélvico e na patologia vulvar vaginal.

Tratamentos

Na Clínica DermAge, temos vários tipos de tratamentos:

Laser CO2 vaginal e laser Erbium vaginal

É uma técnica ambulatória que não requer hospitalização nem anestesia nem uma preparação prévia complicada, apenas uma revisão pelo especialista que decidirá se algum teste específico é necessário. A incorporação de vida normal ocorre em 99% dos casos, nas primeiras 24 horas após o procedimento pós-operatório e não é irritante, apenas algumas pequenas recomendações tem que ser tidas em conta durante a primeira semana. Dependendo do caso, será necessário entre 2 ou 4 sessões consecutivas por paciente, espaçadas de 5-6 semanas.

A energia térmica produzida pelo efeito do laser estimula as camadas profundas da vagina, melhorando a vascularização, melhorando o metabolismo e que favorecem a migração local de fibroblastos que induzem ​​pela produção de colagénio novo e fresco. O aumento da produção de fibras de colagénio novos, a sua contração e reestruturação de colagénio existente, corrige a laxidão vaginal, atrofia, e a incontinência urinária de esforço, dependendo dos parâmetros e zonas tratadas.

A aplicação do Laser é feita pela introdução de um aplicador na vagina. Após a introdução do laser de alta tecnologia, a luz do laser actua nas paredes da vagina de uma forma homogênea . Um creme anestésico local é geralmente usado meia hora antes do procedimento para minimizar as sensações de calor, só na entrada da vagina.

Em mãos experientes, um dispositivo laser de alta tecnologia, com um diagnóstico correto e parâmetros corretos usando a energia do laser como ocorre na clínica na Dermage, praticamente não há efeitos colaterais desta técnica.

Infiltrações de ácido hialurônico vulvo-vaginal

É uma técnica ambulatória que não requer hospitalização, anestesia, apenas uma revisão pela Dra. Alexandra Osório que decidirá se algum teste específico é necessário. A incorporação à vida normal ocorre em 99% nas primeiras 24 horas. Á priori, com uma única aplicação é geralmente suficiente. As revisões são geralmente, dependendo do caso ao fim de um no mês e aos 6 meses.

Infiltração da parede da vagina

É indicado em mulheres que apresentam sintomas de atrofia vulvo-vaginal, como ressecamento, irritação, prurido, desconforto, dispareunia, sensação de aperto ou queimadura.

Sua ação é que, através do ácido hialurônico, as camadas média e profunda da mucosa e da semi-mucosa do terço externo da vagina são bioestimuladas e hidratadas. Desta forma, poderemos aumentar a espessura da parede vaginal e a máxima hidratação celular através da conhecida capacidade de atração da água pele ácido hialurônico . A bioestimulação envolve a estimulação e migração dos fibroblastos para a área com um aumento e reestruturação do colágeno local.

Infiltração de grandes lábios com cânula

Está orientada para a reconstrução e preenchimento dos grandes lábios da vulva, em casos de hipotrofia (perda de gordura) moderada ou grave secundária ao envelhecimento ou perda de peso severa na menopausa. Essa hipotrofia pode produzir alterações funcionais e estéticas. O ácido hialurônico atua como volumizador, remodelando a pele subcutânea profunda dos grandes lábios.

Permite reproduzir dois grandes lábios regulares, de igual tamanho e volume, para que protejam a vulva e, assim, reduzam o atrito, o desconforto ao praticar desporto ou na relação sexual. Este tipo de ácido hialurônico também pode ser usado para o preenchimento de cicatrizes muito marcadas no períneo após cirurgias ou pós-parto. E também é usado para preencher o introito – a chamada entrada da vagina, que muitas vezes está seca e arder. Com resultado estético fantástico.

Labiaplastia e alterações estéticas da vulva

Em alguns pacientes, devido a alterações corporais, cirurgias, pós-parto e outras situações, os pequenos lábios sofrem alterações de tamanho e / ou tem assimetrias que, em muitos casos, podem causar desconforto estético e funcional, o que pode levar à insatisfação sexual ou dificuldade e complexo para realizar o ato sexual e desconforto em outras facetas da vida, bem como na pratica de desporto ou vida profissional. A labioplastia é a resposta para esse problema.

A labioplastia, às vezes conhecida como redução labial ou redução dos pequenos lábios ou correcção das assimetrias dos pequenos lábios ( antes ou após episiotomia) é um procedimento de cirurgia plástica. O Cirurgião Plástico, é responsável pelo corte dos pequenos lábios para que eles não excedam os grandes lábios e, assim, evitar a exposição dessas áreas sensíveis ao atrito. O corte dos lábios é feita usando tecnologia laser que é mais precisa e tem menos complicações intra e pós-operatórias do que a cirurgia clássica.

Este tipo de procedimento de ginecologia cosmética é realizado sob anestesia local associada à sedação. Esta cirurgia pode durar uma ou duas horas e requer instalações especiais, mas geralmente não é necessário internamento.

As incisões labiais curam rapidamente e raramente são percetíveis e as suturas são reabsorvidas, portanto, não precisam ser removidas. O paciente deve seguir rigorosamente as recomendações pós-operatórias por pelo menos uma semana, durante as quais ela geralmente precisa de repouso relativo.

Marque já uma consulta com a Dra. Alexandra Osório.

Tem dúvidas? Deixe-nos o seu contacto