Tem dúvidas? Deixe-nos o seu contacto

Vitiligo, não deixe que esta doença lhe aterrorize

O que é o vitiligo?

O vitiligo é uma doença autoimune gerada espontaneamente. Para que seja mais fácil de explicar, é uma agressão do nosso corpo contra a nós próprios. Acrescenta-se ainda que o vitiligo é caracterizado como um ataque às células que produzem melanina. Teoricamente diz-se que é uma doença que aparece após uma situação menos agradável na vida, após uma situação mais stressante, um choque emocional, entre outros. 

Curiosidades a saber sobre o Vitiligo

O vitiligo não é uma doença congênita, também não pode ser considerada uma doença hereditária mas, pode ter um padrão familiar. Se nos focarmos  em estatísticas, 30 % das pessoas que têm vitiligo deve-se a questões genéticas. 

No presente, deve-se afirmar que é uma doença que não tem cura. Com a combinação da inovação e do futuro poderá vir a existir uma solução. Aliás, no Congresso Mundial de Dermatologia, onde a Dr. Alexandra Osório teve a oportunidade de estar presente, avista-se uma solução para esta doença crónica. 

Enquanto Dermatologista, o que é que este poderá fazer?

Quando o vitiligo aparece o médico terá que procurar doenças autoimunes, como anemia presidência, glândula tiroideia. Muitas vezes esta doença, está fortemente ligada à artrite reumatoide. Saiba em primeira mão que, foi dessa forma que se encontrou para uma solução para a redução de sintomas consequentes da doença.

Quais são as dimensões desta doença? 

A característica do Vitiligo é o aparecimento de uma mancha branca, ou seja, a despigmentação e pode ter várias dimensões: 

  • Localizada (uma pequena mancha no corpo);
  • Segmentada (uma parte do corpo);
  • Generalizada (também denominada de não segmentada. Pode ser várias manchas pelo corpo, que podem ir crescendo ao longo dos anos.)

Quais são as partes mais difíceis de tratar neste tipo de doença?

Os locais mais difíceis de tratar esta doença, são à volta dos orifícios e nos membros distais, ou seja, nas mãos e nos pés. Outros sítios também muito difíceis é à volta das orelhas e na boca.  

Enquanto doente, quais são os primeiros passos que poderá desde logo atuar?

São muitas as pessoas que aquando o aparecimento de uma mancha branca, procuram saber como travar o alastramento da mesma. Para que consiga resolver, deverá ir imediatamente ao seu Dermatologista para que ele possa confirmar o diagnóstico. Posteriormente, será submetido a análises para ver se existe alguma doença desencadeante, paralela ao Vitiligo. Com a finalidade de controlar essa doença e ao mesmo tempo perceber qual o melhor tratamento dos vários disponíveis.

Os mais eficazes até agora são corticoides localizados, no entanto, é necessário uma atenção especial, devido aos efeitos secundários dos mesmos. O uso de corticoide irá servir para repigmentar a pele, esta repigmentação faz-se do ponto de vista periférico para o central, entre as várias camadas da pele.

Pode também usar um imonulador, um creme que se aplica todos os dias. Com a finalidade de, tentar a repigmentação, controlar o Vitiligo e evitar a sua proliferação.

 

Que cuidados deverá ter?

É importante referir o cuidado que deve ter com o Sol, pode estar exposto mas, com os devidos cuidados e não deverá abusar do mesmo. 

Se necessita de alguns conselhos ou até mesmo de uma consulta de Dermatologia, a Dr.ª Alexandra Osório, terá todo o gosto em recebê-lo e aconselha-lo. Para isso conheça a Clínica DermAge e fique a saber alguns casos de sucesso.

Comentar